Lua cheia em Caranguejo, Dezembro 2020

Lua Cheia em Caranguejo, Sol em Capricórnio, graus 8º53´, 30 de Dezembro, 3.28 h

Reflectir naquilo que uma Lua cheia nos mostra só tem pleno sentido quando nos lembramos primeiro onde aconteceu a Lua nova. E foi em Sagitário. Então de Sagitário o que já se manifestou na nossa vida? Ontem partilhei o episódio que me aconteceu. Apesar de não ser a primeira vez que divertidamente reconheço ter atraído uma circunstância desejada sem ter feito mais nada que apenas desejar essa circunstância, desta vez foi mais marcante por diversos motivos. Por aquilo que referi ontem, porque a Lua nova aconteceu na casa 3 do meu mapa, a casa natural de Gémeos, e por outros motivos que não vale a pena partilhar. Nem sou capaz de omitir o facto das minhas reflexões para esta Lua cheia! Porque a verdade é que Sagitário está associado às nossas crenças e as nossas crenças são os pilares sobre os quais damos forma à nossa realidade concreta. Um dia acreditei que existe um fenómeno designado por Lei da atracção, calcorreei montes e vales para perceber o que era, percebi que era uma forma de criar a realidade de forma consciente…. e não em piloto automático… estudei, pesquisei, meti o nariz em tantos assuntos e contextos, ponho uma série de práticas em funcionamento, uso o mapa astrológico para melhor me orientar, finalmente um dia começo a constatar que talvez a “coisa” funcione, continuo a confirmar e numa Lua nova de Sagitário, onde as nossas crenças vão de facto dar sinal, uma feliz circunstância acontece completamente em sintonia com as energias em jogo. Nada disto é coincidência, a minha crença mostra-se real na minha existência com contornos tão nítidos que não é possível descartá-los! Também não me é possível discorrer sobre este momento (Lua cheia) da forma impessoal que me tem caracterizado. E até isso não é ao acaso! Tenho o nodo norte em Leão na casa 10, impessoalidade em lidar com os temas que me motivam é coisa que cheira a passado (nodo sul em Aquário). Com Saturno e Júpiter em Aquário, o meu futuro é deixar alguns atributos de Aquário para trás. Paradoxal mas real! E desconfortável, confesso!

Símbolos Sabianos:

Da Lua – Uma rapariga nua na água tenta alcançar um peixe

Do Sol – Um anjo carrega uma arpa

Enquanto andei por montes e vales despi-me das minhas crenças mais básicas acerca de como construir uma vida segura. Mas apanhar o peixe, ou seja ganhar o saber de como atrair, ou criar uma realidade com consciência do que estamos a fazer, é um território escorregadio. O peixe facilmente foge das mãos, não temos enciclopédias e explicar o processo.

No entanto será que finalmente o anjo com a harpa toca o Hino da Alegria porque agora finalmente capturei o peixe? Como muitas outras vezes lembrei-me duma banda sonora aparentemente à toa. Será que foi à toa que me lembrei do Hino da Alegria? Fui ver a letra. Não foi à toa, eu acredito que sim dia os Homens voltarão a ser irmãos. E já percebi que se acredito, um dia será real e terei a oportunidade de testemunhar!

Antes de vos mostrar a letra, pergunto que crenças têm alimentado que se estão a revelar? No fundo é isso que esperamos numa Lua cheia, o despontar de alguma coisa que germinou a partir da Lua nova. Mas atenção, se germinou é porque a semente já existia, certo? Onde foram arranjar as vossas sementes? Eu descobri as minhas pelos montes e vales calcorreados.

Hino da Alegria

Escuta irmão a canção da alegria

A alegre canção de quem espera

Um novo dia

Vem canta, sonha cantando

Vive sonhando com o novo Sol

Em que os homens

Voltarão a ser irmãos

Vem canta, sonha cantando

Vive sonhando com o novo Sol

Em que os homens

Voltarão a ser irmãos

 

Se em teu caminho apenas houver tristeza

E o canto amargo

Da completa solidão

Vem canta, sonha cantando

Vive sonhando com o novo Sol

Em que os homens

Voltarão a ser irmãos

 

Se não encontrar a alegria

Nesta Terra

Busca irmão

Além das estrelas

Vem canta, sonha cantando

Vive sonhando com o novo Sol

Em que os homens

Voltarão a ser irmãos

 

Chamo a atenção para este verso: Se não encontrar a alegria nesta Terra, busca irmão além das estrelas. Ultimamente digo que Sagitário pode ser uma rampa de lançamento para as estrelas. Tudo depende das nossas crenças!!!! Se calhar nem foi por acaso que chamei a este espaço virtual “Uma casa nas Estrelas”!!! 

 

Nota final: Desta vez há pouco detalhes astrológicos. Por um lado Sol e Lua não fazem aspectos significativos a outros planetas, por outro nunca me senti astróloga e gosto desta liberdade de não me sentir rotulada. Porque eu não consigo sequer me definir! Sou humana e chega! Usei, e uso a astrologia como uma componente para me catapultar para as estrelas. Também sei inglês e não sou inglesa. Ahhhh e o eclipse solar em Sagitário fez oposição ao meu Sol em Gémeos…. alguma coisa está a mexer mas não sei bem o que é! Olha…. o que será será. A Lua está em Caranguejo. Sinto-me segura e feliz, sinto-me em casa dentro dum cosmos gigante!

Hino da Alegria: https://www.youtube.com/watch?v=hdWyYn0E4Ys

 

Share Button